NOTÍCIAS

Governo anuncia ampliação do HEVV para torná-lo referência em cirurgias ortopédicas 23/08/2017

Governo anuncia ampliação do HEVV para torná-lo referência em cirurgias ortopédicas

O Governo do Estado divulgou para a imprensa capixaba que entrou com um processo, em caráter de urgência, para desapropriar o prédio e o terreno onde está localizado o Hospital Estadual de Vila Velha – antigo Hospital dos Ferroviários –, bem como das benfeitorias existentes sobre ele. A medida representa o primeiro passo para que o hospital se torne um bem público, podendo ser integrado definitivamente à rede estadual de saúde e se tornar a principal referência em cirurgias ortopédicas eletivas complexas – procedimentos feitos com agendamentos – no Estado.

Em entrevista aos jornais o secretário de Estado da Saúde, Ricardo Oliveira, disse que a urgência se dá em razão da necessidade de melhoria constante do atendimento à saúde da população capixaba. Com a desapropriação, o hospital – que já é administrado pelo governo desde 2014 – será incorporado definitivamente à rede pública e passará por reformas que disponibilizarão, até o final do ano, mais 10 leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e mais uma sala cirúrgica, totalizando cinco salas. Com isso, será possível aumentar de 400 para 600 cirurgias ao mês.

Segundo a Sesa, o hospital possui 95 leitos, sendo 42 de ortopedia clínica, 42 clínicos e 11 leitos hospital-dia. Os novos leitos vão permitir fazer mais cirurgias complexas no hospital, agilizando, assim, o atendimento dos pacientes que precisam de consultas e intervenções cirúrgicas nas especialidades de ortopedia de mão e ortopedia geral. Desde o ano passado, já funciona no hospital um Centro de Ortopedia que é referência em cirurgia de mão para a rede pública. Após a abertura do centro, foram feitas mais de 8 mil consultas com ortopedistas especialistas em mão e realizadas 1600 cirurgias de novembro de 2016 a julho de 2017.

Alceuleir Cardoso de Souza, presidente da Cooperativa dos Ortopedistas e Traumatologistas do Estado do Espírito Santo (COOTES), diz que a decisão do Governo é acertada e de grande importância para a rede pública estadual, pois esta ganhará um centro para solucionar os gargalos de procedimentos que hoje causam uma gama de judicialização desnecessária, gerando aumento de custos e emperramento da máquina administrativa. “Haverá maior oferta de procedimentos cirúrgicos que não são realizados atualmente, como as artroplastias, artroscopias e reconstruções de quadril, joelhos, ombros, cotovelos e tornozelos, além das cirurgias de hérnia de disco e deformidades da coluna vertebral”, completa.

Para a realização destes procedimentos de maior complexidade, será necessária uma adequação do número de vínculos, que resultará em novas oportunidades de trabalho para os cooperados da COOTES. “Hoje, temos 55 vínculos de 12 horas no total, sendo 20 (vinte) exclusivos para a cirurgia de mão, 34 para cirurgia geral e um vínculo para a coordenação dos serviços. Com a nova proposta, serão necessários mais 30 vínculos de 12 horas”, informa Alceuleir.

Sérgio Coelho, coordenador do serviço de cirurgia de mão do HEVV, também comemora a boa notícia e diz que a Secretaria de Estado da Saúde do Espírito Santo (Sesa) está muito satisfeita com o trabalho executado pela equipe gerenciada pela COOTES. “Desde que a Sesa contratou a cooperativa para atual no HEVV, há pouco mais de sete meses, o hospital é outro. Não há filas de consultas e nem de cirurgias. O que entra, nossa equipe resolve em horas. Tenho certeza que os novos especialistas que se somarão ao nosso time irão fazer do HEVV não somente uma referência em cirurgias ortopédicas complexas, mas modelo em atendimento e respeito à população”.

 

BUSCA

OUTRAS NOTÍCIAS

COOTES

R. Abiail do Amaral Carneiro, 191, Ed. Arábica - Sala 607/608, Enseada do Suá, Vitória/ES, 29055-220

27 3325-3183
© 2017 - Todos os direitos reservados Balaio Design + Estratégia