NOTÍCIAS

COOTES recepciona novos cooperados com palestra informativa 16/08/2017

COOTES recepciona novos cooperados com palestra informativa

A diretoria COOTES, juntamente com a sua equipe administrativa e as suas assessorias, recepcionaram 11 novos cooperados que agora fazem da equipe de especialistas da cooperativa.

A recepção aconteceu na noite da última quinta-feira (10), no espaço de eventos do restaurante Lareira Portuguesa, em Vitória, para esclarecer e orientar os novos integrantes acerca de uma série de informações relacionadas à COOTES e ao sistema cooperativismo como um todo.

Luciana Ceolin, assessora administrativa da COOTES, abriu a palestra explicando, entre outras coisas, como funciona a remuneração dos plantões de acordo com as quantidades de vínculos e as variações de horas das semanas trabalhadas; que são os coordenadores dos serviços que enviam os relatórios de produtividade que dão origem ao valor a ser recebido; apresentou, detalhadamente, um Recibo de Produção Cooperada (RPC) com os descontos relacionados a INSS, IR, entre outros descontos que incidem sobre a remuneração do cooperado; e respondeu a vários questionamentos surgidos ao longo da apresentação.

O Diretor Secretário da COOTES, Ruy Gusman, explicou que os cooperados quando adentram à COOTES não conhecem como funciona a cooperativa e o sistema cooperativista. “Nas assembleias, é muito comum surgirem dúvidas relacionadas à parte jurídica, contábil, administrativa, entre outros. Estas palestras de entrada são fundamentais para municiá-los com todas estas informações. Como a adesão às palestras era sempre muito baixa, decidimos fazer um evento maior e tudo correu como imaginávamos”, comemorou.

Alexandre de Lacerda Rossoni, Assessor Jurídico da COOTES, também ficou feliz com o sucesso do evento e reforçou a fala do Diretor Secretário da COOTES. “Esta palestra foi importante para que os cooperados pudessem entender que a instituição da qual eles agora fazem parte, embora seja uma instituição jurídica de direito privado, é regida pela lei das cooperativas, que tem uma série de especificidades”, disse.

E foi para falar justamente dessas particularidades que a COOTES convidou o palestrante Gustavo Bernardes, membro da Organização das Cooperativas Brasileiras do Estado do Espírito Santo (OCB-ES). Gustavo explicou, entre outras coisas, sobre o processo de certificação das cooperativas, algo que é extremamente importante para que elas possam, por exemplo, ser prestadoras de serviço para o Governo do Estado. “O processo de certificação técnica acontece bienalmente. Nele, a OCB-ES monitora a gestão da cooperativa e emite um certificado que atesta até que ponto ela está trabalhando dentro dos padrões de boa gerência técnica”, disse. Graças ao comprometimento da diretoria e dos seus cooperados, a COOTES tem mantido, a cada certificação, uma média que se sobressai às demais cooperativas.

Gustavo também emitiu opinião sobre a importância da realização de eventos como este, já que os médicos são profissionais muito ocupados com as demandas do dia a dia e não dispõem de muito tempo para entender a sistemática das cooperativas. “A OCBE-ES, incentiva eventos como estes e tenta fazer com que as cooperativas, cada vez mais, se sintam interessadas em fazer este tipo de movimento que só agrega, pois o cooperado se sente muito mais parte do negócio, e é provocado a todo o momento a participar, opinar, o que é muito salutar. Nós parabenizamos esta iniciativa”, concluiu.

O futuro

E foi exatamente a mensagem de que a cooperativa não é somente da diretoria, mas de seus cooperados, que o presidente da COOTES, Alceuleir Cardoso de Souza, fez questão de reforçar em sua fala. “Os nossos novos cooperados precisam entender que eles são a continuidade da cooperativa. Estamos envelhecendo e nossa diretoria é passageira. Precisamos de sangue novo para lutar pela nossa sobrevivência no futuro. Por isso a importância do grupo estar unido, pois o princípio do cooperativismo é a união de pessoas voltadas para um objetivo comum”, disse.

O mineiro Gustavo Salomão, um dos novos cooperados, graduou-se no Espírito Santo, fez residência em Minas Gerais e retornou ao Estado para trabalhar na COOTES. Perguntado o porquê da escolha da COOTES, ele foi enfático. “Desde quanto ainda fazia residência em Minas, ouvia os colegas comentarem que a COOTES era um modelo de cooperativa médica, pela força e união do grupo”, disse. Ele também salientou que o evento foi muito importante para entender o funcionamento da cooperativa e estreitar os vínculo entre a diretoria, o corpo administrativo e os outros cooperados.

Para o seu colega Vitor Cob, a importância de entrar numa cooperativa é que ela proporciona um contato direto com centena de cooperados; alguns em início de carreira, que enfrentam as mesmas dificuldades, e outros com uma trilha consolidada que fornecem informações valiosas sobre o mercado de ortopedia.

Ao final da palestra, todos foram convidados para um jantar de confraternização.

BUSCA

OUTRAS NOTÍCIAS

COOTES

R. Abiail do Amaral Carneiro, 191, Ed. Arábica - Sala 607/608, Enseada do Suá, Vitória/ES, 29055-220

27 3325-3183
© 2017 - Todos os direitos reservados Balaio Design + Estratégia